Páginas

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

CURIOSIDADES!

"Você é seu melhor investimento." Se gostou entre em contato pelo e-mail: katy2marbijux@gmail.com e consulte o nosso preço.

Bolsa é praticamente a extensão do corpo de uma mulher. Pela bolsa se conhece a personalidade da mulher que a usa e pouco daquilo que ela deseja aparentar. Mas pasmem, houve épocas em que as mulheres viviam sem elas. Dá para acredita?
A data exata de seu surgimento não dá para precisar, mas alguns registros apontam que seja tão antiga quanto à própria civilização humana. No Egito, por exemplo, há desenhos que mostram pessoas carregando pequenos sacos, amarrados com cordões,
 presos à cintura.
Já no século V, a bolsa, servia para carregar alimentos, levada amarrada a um galho ou bastão.
A bolsa nasceu da necessidade de se carregar moedas, remédios, leques, tabaco , escovas de cabelo,relíquias, livros de oração e pedras preciosas. Na antiguidade, nasceu a crença de que as bolsas femininas guardavam segredos, pois em algumas tribos africanas, acreditava-se que a bolsa da feiticeira continha poderes que permitiam que ela entrasse em contato com as forças superiores, Nenhum homem seria capaz de abrir a bolsa de uma mulher por medo do que poderia encontra  dentro.
Até o fim da Idade Média, as bolsas femininas e masculinas diferenciavam-se pelo tamanho e ornamentos. As dos homens eram maiores e feitas de couro. Naquela época as bolsas eram usadas atadas à cintura de homens e mulheres e eram chamadas de Bolsos e eram confeccionadas em diferentes tipos de couro e adquiriram tal importância que eram deixados em testamento para parentes e amigos usados igualmente por homens e mulheres.
Mais tarde, os vestidos passaram a apresentar um contorno marcado na qual não havia lugar para “bolsos”, depois surgiram as retícule. As primeiras transportavam objetos de acordo com a classe social de cada mulher.
Conhecida na Inglaterra como “ridicules” e “ridículas” na França. Mas com o progresso do século XIX, o termo francês “ridicules” passou a ser denominado “retícule”, termo usado na França e na Inglaterra a partir de 1912 para designar as bolsas da época.
No século XIX surge o termo em inglês, handbag, para designar bolsa de mão, Estas bolsas eram miniaturas das malas de viagem.
No final do século XIX as bolsas passaram a fazer parte somente do guarda-roupa feminino quando a princesa Alexandra. O século XX chega então com  seus avanços tecnológicos e com ele traz uma infinidade de novos materiais e possibilidades para as bolsas.
No início de 1900, as mulheres começaram a ter uma participação mais ativa na vida diária das famílias. Ainda que muitas das compras fossem entregues e pagas à domicílio, começam a surgir grandes bolsas de couro, conhecidas como “bolsas de compra”. A invenção do automóvel e a facilidade das viagens de trem foram responsáveis pelo surgimento das bolsas de viagem. Agora a moda é  a bolsa carteira.



SE QUER CONHECER MEU TRABALHO DE PERTO E É DO RIO DE JANEIRO, ESTOU NA FEIRINHA DA RUA BARÃO DE MESQUITA - ENTRE O TIJUCA OFF SHOPPING E O MC DONALD´S  AOS SÁBADOS DE 9:30 ATÉ 19:30

2 comentários:

Ana Maria Zago Basilio disse...

Oi
Não conhecia a história sobre as bolsas e achei interessante sua postagem.Bom fim de semana.
http://dicasdepintura.blogspot.com

katy2marbijux disse...

Que bom q você gostou Ana Maria
Zago Basílio, vou procurar de vez em quando trazer algumas curiosidades por aqui.
Bjus